PREJUDICADO E ORGULHOSO

Mesmo perseguido pelo árbitro, Palmeiras se impõe e consegue ótimo resultado em Belo Horizonte/MG

Vou começar esta crônica pós-jogo salientando que o nosso time foi, sim, vítima de uma arbitragem, no mínimo, tendenciosa de Leandro Pedro Vuaden. O árbitro gaúcho, um dos poucos que se salvam na atual safra da arbitragem brasileira, acertou nos dois pênaltis que anotou contra nós e, também, nas expulsões de Luan (o nosso), que já havia recebido o cartão amarelo, e Willian Bigode, que acertou um chute “naquele lugar” de Valdívia. No entanto, deixou de marcar um outro penal para o Verdão, logo no comecinho da partida, quando Luan (o deles) impediu com o braço esquerdo que uma bola chegasse à meta defendida por Victor.

Dracena “colou” em Fred e foi destaque no Independência

Além disso, foi clara e notória a postura do apitador em relação aos jogadores palmeirenses: todo o e qualquer lance era falta, os cartões eram mostrados com muito mais facilidade para nossos jogadores do que para os do Galo e, o que ficou mais evidente, a não expulsão de Fred após o empate atleticano – ao chutar a bola depois do gol de Fábio Santos, o centroavante deveria ter sido advertido com o amarelo e, como já o havia recebido, com o vermelho também. Mas Vuaden fez de conta de que não viu, ou então viu, mas não deu bola. Outro lance discutível foi o chute que o lateral-esquerdo do Galo deu em Deyverson, já caído no chão, e que não foi advertido nem mesmo com palavras.

Mas deixemos pra lá este senhor que, diante da quantidade de bobagens que fez em campo, já ganhou espaço demais por aqui. Muito mais útil se torna elogiar a conduta do Palmeiras que, mesmo atuando fora de casa, em nenhum momento se deixou abalar. É claro que em determinados momentos da partida fomos dominados, mas isso já era esperado – o que me agradou bastante foi a postura de cabeça erguida, de time grande que parte pro jogo também, que abre o placar com Deyverson e que depois, com o mesmo Deyverson, perde um pênalti que poderia ter garantido os três pontos. Tem time por aí que está jogando um futebol retrancado, e que muito provavelmente ganhará o Brasileirão deste ano de forma covarde.

O que eu quero dizer, meus amigos, é que apesar de todos os erros cometidos pela diretoria neste ano, ainda que chegue ao final dele sem a conquista de nenhum título (justamente o Palmeiras, favorito em todos os campeonatos), nosso time não se deixou apequenar. O Verdão encara os adversários, sejam eles quais forem, de igual para igual, e isso é algo que até bem pouco tempo nem de longe acontecia com a nossa equipe.

Por fim, como bem disse Cuca, este ponto que trará de BH não muda quase nada em termos de classificação para o Palmeiras, mas pode ser uma injeção de confiança para o restante desta temporada. Afinal, empatar com o Atlético/MG no Independência, e ainda com dois jogadores a menos desde os 32 minutos da etapa final, não é algo que qualquer equipe consiga sem que os demais nove atletas se entreguem de corpo e alma.

É… Este foi mesmo um empate de orgulhar.

ANÁLISES INDIVIDUAIS

FERNANDO PRASS – 8
EXCELENTE

MAIKE – 6
BOM

LUAN – 4,5
RUIM

EDU DRACENA – 7,5
ÓTIMO

EGÍDIO – 6
BOM

JEAN – 4,5
RUIM

TCHÊ TCHÊ – 5,5
SATISFATÓRIO

MOISÉS – 5
REGULAR

GUERRA – 6,5
MUITO BOM

DEYVERSON – 5,5
SATISFATÓRIO

WILLIAN BIGODE – 4,5
RUIM

CUCA – 7
ÓTIMO

JUNINHO – 5
REGULAR

DUDU – 5,5
SATISFATÓRIO

THIAGO SANTOS – 5,5
SATISFATÓRIO

FOTOS: FÁBIO MENOTTI / AG. PALMEIRAS

22 Responses to PREJUDICADO E ORGULHOSO

  1. Bom dia, Márcio e Colegas.

    O apitador foi rigoroso e correto sim, mas apenas nas ações contra o Palmeiras. Não utilizou do mesmo critério para ambos os lados e mostrou claramente uma tendência a não tolerar absolutamente nada que o Palmeiras fizesse. Foi nítida a mais completa antipatia pelo Palmeiras por parte desse senhor.

    Em relação o jogo, aplaudo o time pelo ponto conquistado, mas lamento a teimosia do Cuca. Nosso treinador se fechou em uma redoma e está alheio ao mundo. Insistir com TT, Egídio, Jean e Deyverson é, no mínimo, um desrespeito não só aos torcedores, mas principalmente para aqueles que ficam no banco. Aliás, onde foi que o Cuca viu futebol nesse Deyverson? Começo a pensar que houveram outros fatores ($$$$) que motivaram o Cuca a querer esse rapaz no Palmeiras.

    O pênalti cobrado por nosso atacante é digno de desprezo. Inaceitável um atacante profissional cobrar um pênalti daquela forma, sem o mínimo de concentração e técnica. Devia, pelo menos, pagar pelo reparo no gramado, pois chutou mais grama que bola.

    Um abraço.

    Valter

    • Márcio Trevisan

      Valter: esse “algo a mais” a que vc se referiu existe no futebol desde 1933, quando o esporte se tornou profissional.

      Abs.

  2. Roberto Alfano

    Bom dia, muito bom seu comentário caro Trevisan, mais não poderíamos ter perdido aquele Pênalti, mal batido !!!!

    Temos que brigar para conseguir encostar nos “Líderes”

    Abraço.

    • Márcio Trevisan

      Obrigado, Alfano.

      Encostar nos líderes é possível, mas pouco provável.

      Acho que, por enquanto, temos de trabalhar para terminarmos no G6 e disputarmos mais uma Libertadores.

      Mais pra frente a gente vê como se portam os clubes que estão à nossa frente e, de repente, podemos sonhar com algo a mais.

      Abs.

  3. O Trevisan pegou muito leve com esse juizão. Esse Voaden é mau caráter, mau intencionado, preguiçoso e covarde. Prejudicou claramente o Palmeiras. No início do jogo o Luan do Galo salvou um gol com o bração aberto. No fim do jogo penalty no Moisés (o Sálvio disse na Fox que foi penalty). O presidente Galiotte (que é um bananão) vai entrar com uma representação contra esse árbitro na CBF. Aí eu pergunto: pq enquanto estava o Paulo Nobre o Palmeiras nunca foi operado desse jeito? Parece que o Galiotte não aprendeu tudo com o Nobre não. Enfim, senti que foi um empate com gosto de impotência.

    • Márcio Trevisan

      O grande detalhe, Tadeu, é que o pênalti que o árbitro não marcou para o Palmeiras (claríssimo, por sinal), foi bem no começo do jogo.

      Ou seja: teríamos a chance de abrir 2 a 0. E isso poderia mudar totalmente o jogo.

      Abs.

  4. Partidaça do Praas, lembrou o excelente que foi convocado para as Olimpíadas.

    Tomara que volte a regularidade.

    Só discordo quando ao Vuadem…. pra mim, é um dos piores, se não o pior arbitro do Brasil. Covarde, caseiro, míope(Valdivia deu uma entrada criminosa no Willian). Eu acho que ele deve ser analfabeto, e não sabe ler regras, pq é incrível como ele inverte faltas e inventa vantagens. No lance que originou a falta do pênalti deles, foi falta no Moisés…. falta clara que ele não deu.

    Ótimo jogo do Palmeiras, quanto ao Deyverson, entendi o pq ele não quis bater pênalti na Libertadores….. ele não sabe.

  5. Depois de tudo que aconteceu no ano, insistir no Egídio…não dá…eu não suporto mais. E não cabe o argumento de que não tem outro pra posição. Pega qualquer garoto da base que não tenho a menor dúvida que vai jogar melhor que ele.

    • Márcio Trevisan

      Ed: Egídio até que não foi tão mal, mas cometeu um penal idiota.

      E concordo contigo: não adianta insistir com ele, porque o nível dele é baixo, mesmo.

      Abs.

  6. Eu nem assisti o jogo, quando vi que o Egídio ia ser escalado chamei a patroa com as crianças e mandei todos se arrumarem pra irmos no cinema.

    Abraços.

  7. Sem comentários aquela cobrança de pênalti,lamentável!
    Hoje não vou criticar o goleiro porque ele foi bem, aliás quero deixar uma coisa bem clara, nunca torço contra um jogador que atue com a camisa do Palmeiras independente do grau de ruindade do cidadão.
    Na minha humilde opinião se tivéssemos um Henrique Dourado hoje, eu disse hoje, ele seria mais útil que esse Gayverson inútil.
    Enfim perdemos mais uma chance de se aproximar dos fedorentos gambás.abraços.

    • Márcio Trevisan

      Maciel: até concordo que, HOJE, o tal do Dourado está muito melhor do que em 2014, quando quase me levou ao cemitério diante de tanta ruidade.

      Mas é melhor que ele continue bem longe da Academia.

      Abs.

  8. José Aparecido- Mogi das Cruzes

    Boa tarde a todos!
    Não assisti o jogo.
    Quando vi a escalação e o Egídio como titular,desanimei…apesar que se fosse o MBostas seria a mesma coisa.
    Acaba logo o ano…time ridículo

    • Márcio Trevisan

      Pois é, Zé: Cuca disse que Egídio voltou ao time porque “pediu passagem”.

      Só se foi passagem para cometer pênalti desnecessário.

      Abs.

  9. José Aparecido- Mogi das Cruzes

    Boa tarde a todos!
    Não assisti o jogo.
    Quando vi a escalação e o Egídio como titular,desanimei…apesar que se fosse o MBostas seria a mesma coisa.
    Acaba logo o ano…time ridículo

  10. Não assisti o jogo.
    Estou aguardando a análise do elenco e a reformulação que a Diretoria de um gigante a nível mundial chamado Palmeiras vai fazer pra 2.018 !

    • Márcio Trevisan

      Jair: acho que a palavra “reformulação” é exagerada.

      O que vai acontecer são mudanças pontuais, com contratações e/ou retornos, para algumas posições, sobretudo as laterais e o comando do ataque (embora a ideia seja, ainda, dar mais oportunidades a Borja, sobretudo no começo da temporada, quando os jogos – do Paulista e da Copa do Brasil – são, teoricamente, mais fáceis).

      Abs.

  11. Olá Márcio e [email protected],

    Tudo bem. Tbém gostei da postura do time. Mas o Deiverson fazer aquela lambança ao cobrar o pênalti…inventando moda! Moisés deveria ter cobrado. E ainda perdemos boas chances no final mesmo com 9! Lá se vão pontos importantes…Abs.

  12. Mauricio Mahfud

    Márcio, esse Deyverson tem que ser punido. O mesmo cara que pipocou pra bater pênalti contra o Barcelona, ontem com o time com 1 jogador a menos, na casa de um forte adversário, tem a chance de por o Palmeiras na frente no placar no segundo tempo, e bate displicentemente como fez, inventando essa cobrança ridícula. Por algo semelhante o Pato foi banido do time “deles”, e com razão. Ah, mas ele cumpre suas funções tácticas… Pro inferno com esse imbecil, jogador arrogante que se acha muito mais do que é, poderíamos estar com 2 pontos a mais mesmo naquelas circunstâncias. O que teria dito Felipe Melo no vestiário pra esse imbecil?

    Em tempo, Luan, o nosso, é muito burro!

    Abcs

    • Márcio Trevisan

      Olá, Maurício.

      O que a gente tem perdido de pênalti é algo incrível. Lembra o Bigode, no primeiro turno, contra o mesmo Galo

      Em relação ao Deyverson, ele é caneleiro, ou seja, e ruim de dar dó. Mas realmente luta o tempo todo e não mostra a apatia do Borja, que tecnicamente é infinitamente melhor.

      Abs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>