QUE DIA É HOJE: 07.07.2018?

1991

Há 27 anos, o Palmeiras perdia amistosamente para o Mogi Mirim/SP, no Interior paulista, por 4 a 2. 

O jogo marcou a estreia de uma dos maiores centroavantes de toda a história do clube e, também, um dos principais ídolos da torcida palmeirense em todos os tempos: Evair. 

1956

Há 62 anos nascia, em Osasco/SP, Leir Gilmar da Costa, o goleiro Gilmar, que estreou como titular do Palmeiras numa grande “fogueira”: na finalíssima do Campeonato Brasileiro de 1978, contra o Guarani/SP.

Logo depois, com a venda de Leão para o Vasco da Gama/RJ, tornou-se o dono da posição e, embora tivesse boas apresentações, sempre foi também bastante cobrado pela torcida, que demorou muito para se acostumar com a saída do antigo e eterno ídolo.

Ao todo, Gilmar disputou 287 partidas pelo Verdão (é o 7º dentre todos os goleiros que já defenderam o clube até esta data, superado apenas por Leão, Marcos, Valdir de Moraes, Velloso, Oberdan e Sérgio).

2 Responses to QUE DIA É HOJE: 07.07.2018?

  1. Júnior Colletti

    Márcio, bom dia (e bote bom dia nisso… kkkkk)!

    Sinto que hoje a imprensa nacional tratará o futebol brasileiro com o tal antigo complexo de “vira-latas”. De fato, se formos comparar o jogo de ontem é essa impressão que temos. “Elas” tomaram um vareio de bola do time colombiano, principalmente, depois da expulsão do “Mico do Ano”.

    Mas, eu não aceito isso. Vejamos: “elas” também tem um técnico estrangeiro e bi-campeão pela Libertadores. Penso que cabeça de jogador é igual aqui, na Colômbia e na Espanha. O que falta ao SPFW é time e elenco. Só em ver Wesley como titular e aposta de resolver alguma coisa, já sabemos que não daria em nada.

    Agora peguemos Palmeiras com Cuca; Santos com D. Júnior; os Cruzeiros de M. Oliveira; até o time “deles” de Tite; são elencos que jogam o que o mundo do futebol tem de melhor, em minha humilde opinião. Não é só questão de elenco forte, é disciplina tática, conhecimento e poder de convencimento do treinador sobre seus liderados… e por aí vai… variações táticas…

    … publicou em seu blog uma entrevista com um expoente colombiano, que afirma não haver mais diferença entre nosso futebol e o deles. Com Dunga, Bigodudo, Parreira, não mesmo…

    Agora, pra mim, não há comparação entre nossos melhores com os deles, sinceramente. E eles nas mãos de Tite, Cuca, D. Júnior em pouco tempo voltaremos a figurar entre os melhores novamente. Muito embora o problema do futebol brasileiro comece de cima.

    Enfim, é o meu pensamento. O que você acha sobre o assunto?

    Abraço.

    • Márcio Trevisan

      Colletti: é fato que diminuiu muito nos últimos tempos a diferença entre o futebol brasileiro e o dos nossos vizinhos sul-americanos.

      Os motivos são vários, mas passam essencialmente por dois pontos: péssima e desonesta administração na CBF e erros grotescos na formação da CT da Seleção Brasileira. Além do bigodudo maldito, que ganhou a volta ao selecionado nacional após ter rebaixado o Palmeiras, escolher Dunga para substituí-lo logo após os 7 a 1 foi um retrocesso inacreditável. Além disso, colocar Gilmar Rinaldi para coordenar os trabalho foi o mesmo que colocar uma raposa para tomar conta do galinheiro. Não tinha como dar certo.

      De qualquer forma, estou bastante esperançoso com Tite à frente da Seleção, pois sinto que ele formará um time que terá mais jogadores que atuam no Brasil do que fora do País, algo que, em minha opinião, é o primeiro e essencial passo para que voltemos a dominar o mundo.

      Abração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>