QUE DIA É HOJE: 07.06.2018?

1968

Há 50 anos nascia, em Florianópolis/SC, Agnaldo Liz de Souza, o zagueiro Agnaldo, que esteve no Verdão entre os anos de 1997 e 2000.

Embora quase sempre reserva, fez parte de várias conquistas importantíssimas, como por exemplo a da Copa Libertadores da América, em 1999.

Mas foi no ano seguinte que ganhou mais destaque: capitão do time formado às pressas para disputar a Copa dos Campeões, voltou do Nordeste com o título e com a taça que ergueu após a vitória sobre o Sport do Recife/PE por 2 a 1. 

1963

Há 55 anos nascia, em Curitiba/PR, Alexi Stival, o Cuca, meia que defendeu o Palmeiras em 1992.

Um dos jogadores que mais se identificaram com a torcida palmeirense, se notabilizou por fazer, a cada gol que marcou, o sinal de uma faixa de campeão, numa alusão ao título que, em sua opinião, estava chegando. De fato, a tão sonhada conquista viria no ano seguinte, mas Cuca já não mais faria parte do grupo. 

Hoje, é o técnico do time pelo qual sempre torceu e no qual se tornou, enfim, campeão: do Brasileirão de 2016.  

2001

Há 17 anos, o Palmeiras empatava por 2 a 2 com o Boca Juniors/ARG, em Buenos Aires, na primeira partida das semifinais da Copa Libertadores da América.

O resultado, aparentemente muito bom, foi no entanto bastante ruim, já que o Verdão só não saiu do La Bombonera com uma vitória devido à desonesta atuação do árbitro paraguaio Ubaldo Aquino (olha o safado aí em cima): além de não marcar um pênalti claríssimo para nossa equipe, também expulsou de forma equivocada o volante Fernando.

O experiente jogador, assim, ficou de fora da partida decisiva do Parque Antártica e, com isso, o craque Riquelme conseguiu jogar tudo o que sabia. Resultado: um novo empate por 2 a 2 e a derrota nos pênaltis, que nos alijou da final.

4 Responses to QUE DIA É HOJE: 07.06.2018?

  1. Márcio você só errou em uma coisa, o nome do arbitro é Robaldo. Abraços.

  2. Marcio visitando Buenos Aires alguns anos atrás eu e minha família fomos em La bombonera, inclusive no museu do Boca.
    Quando chegamos, pra minha surpresa, de cara 1 funcionário do museu me perguntou:-
    “Brasileiros?.O senhor é PALMEIRENSE?”.
    Após ficar admirado com a pergunta se eu era palmeirense, mesmo sem estar usando nenhuma roupa ou objeto do Palmeiras, confirmei que torcia pro nosso amado time. Essa pergunta deve ter sido feita pela quantidade impressionante de palmeirenses que viajam pra Buenos Aires, vão a La bombonera e visitam o museu do boca, sendo que estatisticamente a quantidade de palmeirenses em relação a outros torcedores de times brasileiros deve ser avassaladora.
    Em seguida, eu que sou extremamente “bocudo” não aguentei e disparei a seguinte frase pros meus familiares “FOI AQUI, NESTE ESTADIO QUE O PALMEIRAS FOI LITERALMENTE ROUBADO”.
    Pra minha surpresa o funcionário do museu não só entendeu o que eu tinha dito, como me retrucou na hora em castelhano, o seguinte:-
    “O senhor esta errado, o jogo foi equilibrado, o Palmeiras jogou muito, mas o placar de empate foi justo, a arbitragem não interferiu em nada”.
    Como estava em território argentino, em la bombonera, num estádio com torcedores fanáticos igual a nós, em companhia dos meus familiares, resolvi ficar quieto e encerrar a polemica.
    Deste episódio eu cheguei a 2 certezas:-
    1º Como o Palmeiras é um GIGANTE!.
    Após me identificar visualmente como turista brasileiro, o funcionário de cara me perguntou se eu era Palmeirense.
    2º) Se não fosse essas TRAGÉDIAS desses Ex-presidentes, atual Presidente, ex- diretores de futebol, atual diretor de futebol que vem MASSACRANDO a Sociedade Esportiva Palmeiras desde a metade da década de 70 do século passado, o que seria o Palmeiras hoje a nível mundial?
    Um Barcelona, um Real Madri, um Milan, um Manchester United?
    Abraços e parabéns novamente pela ótimas matérias diárias.

    • Fábio P. R.

      Clap, clap!

    • Márcio Trevisan

      Oi, Jair.

      Ele tem razão em um ponto: de fato, o jogo foi equilibrado, assim como equilibrada foi a partida de volta, no Palestra (2 a 2).

      Mas que Aquino nos prejudicou de forma escancarada, isso é indiscutível.

      Abs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>