QUE DIA É HOJE: 22.12.2017?

1974

Há 43 anos, o Palmeiras conquistava um dos títulos mais saborosos de toda a sua história.

Ao vencer o Corinthians/SP por 1 a 0, no Morumbi (gol de Ronaldo), o Verdão garantiu a conquista do Campeonato Paulista daquele ano e, melhor ainda, manteve o rival mais um ano na fila, que então já contava 20 anos.

Confira os nossos heróis: Leão; Jair Gonçalves, Luís Pereira, Alfredo Mostarda e Zeca; Dudu e Ademir da Guia; Edu, Leivinha, Ronaldo e Nei. Técnico: Oswaldo Brandão.

 

1988

Há 29 anos, deixava o plano físico o ex-atacante Enéas.

Vítima de complicações após seríssimo acidente automobilístico ocorrido dias antes, ele partiu ao plano espiritual com apenas 34 anos.

10 Responses to QUE DIA É HOJE: 22.12.2017?

  1. Roberto Alfano

    Bom dia, lembro muito bem deste jogo, pois era muito fanático e vibrei muito, um dos melhores times e Técnico da época.

    Caro Trevisan, muito obrigado por participar deste excelente site, desejo de coração muita Paz, Saúde e Prosperidade a você e a toda sua Família.

    Que em 2018 torçamos ainda mais ao nosso glorioso Verdão, muita sorte a todos.

    Abraço.

  2. Boa tarde, Márcio e Colegas.

    Márcio, me permita usar este espaço para lhe fazer uma pergunta não relacionada ao assunto.

    Como você entende essa disputa entre o Paulo Nobre e a Leila (presidente da FAM e Crefisa)? Por que, na sua opinião, ela quer se candidatar ao conselho deliberativo do Verdão e o Paulo Nobre tenta contestar a candidatura dela?

    Isso tem gerado um clima ruim para a renovação de um contrato muito promissor para o Palmeiras.

    Um abraço.

    Valter

    • Márcio Trevisan

      Oi, Valter.

      Vamos por partes:

      1 – A pergunta principal não é por que Nobre não quer Leila no CD, mas sim por que Leila quer ser conselheira. Para mim, o que está por trás é uma estratégia de transformar o clube, no futebol, em mais uma “empresa” do Grupo Crefisa, e isso é muito perigoso.

      2 – Agora que não está mais na presidência, Nobre sairá aos poucos do foco. E isso, meu amigo, dói muito. Daí ele criar histórias para poder continuar a aparecer na mídia.

      3 – Não creio que esta briga atrapalhe uma renovação. O que está em jogo é a exibição que a Crefisa terá em 2017, e isso está muito acima do que as vaidades pessoais de quem quer que seja.

      Abração.

  3. Marcelo Guizze

    E a gambazada permaneceria na fila!!!

    Nasci apenas 5 anos depois, mas tenho esse jogo salvo no computador e já assisti ele algumas vezes!!!

    Quando perdemos o Paulistão de 92, meu tio olhou pra mim e disse “Ainda temos mais 7 anos de fila antes dos de preto falarem alguma coisa!!”

    Não que isso fosse diminuir a dor da derrota, mas era um alento, saber que em 74 tínhamos prorrogado a desgraça do time da marginal s/número!!!

    Lembro que em 93 na semana que antecedeu a finalíssima do Paulistão, os melhores momentos desse jogo e em especial o gol do Ronaldo foram exibidos a exaustão!!! Não sei se era uma forma da imprensa gambá enfatizar ainda mais a necessidade de ganhar o título estadual e por consequência estender nosso calvário ou era simplesmente uma forma de esquentar o clima para a decisão (como se algo fosse necessário após o “gol porco)!!

    Das histórias que já ouvi sobre 74, tanto através do meu tio, quanto através do filme 12 de Junho de 1993, o fato que mais me chama atenção é que haviam tão poucos Palmeirenses no Morumbi e da conspiração (nada velada) por parte da imprensa da época por uma vitória do rival!!!

    Mas no final, somos maiores, somos Palmeiras, como fomos em 74, em 93, em 99 e 2000!!!

  4. Paulo Eduardo Michelotto

    Olá Márcio!
    Eu também tinha seis anos e foi o primeiro título que acompanhei. Eu assisti pela TV, mas lembro-me de muitos detalhes deste dia. Quando penso numa foto de jogadores postados do Palmeiras, a primeira que me vem a mente é esta de 74. Um feliz Natal e próspero ano novo, para você e família. Forte abraço.

  5. DU PALESTRA PALMEIRAS

    Eu nao estava lá, mas meu pai estava junto com minha mãe !!!
    É muito bom ouvi-lo falar sobre aquele jogo e suas experiencias….

    • Márcio Trevisan

      Du: eu tinha, então, 6 anos, e aquele foi o primeiro título do Palmeiras que comemorei.

      Como não tinha uma camisa do Palmeiras, peguei uma blusa de frio verde clara de uma das minhas irmãs e fiquei a tremulá-la, em frente à minha casa.

      O verde não era, mesmo, muito escuro, mas um título em cima “deles” merece ser comemorado até de verde claro, mesmo.
      Ah: minha primeira camisa do Verdão eu ganharia quatro dias mais tarde, de presente de Natal.

      • DU PALESTRA PALMEIRAS

        Muito legal esta experiencia e muito obrigado por ter compartilhado…
        Meu primeiro título foi aos 14 anos, no dia 12 de junho de 1993….
        Mas este eu comento na data apropriada ahhahaha

        FELIZ ANO NOVO PARA TI E TUA FAMILIA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>